ZINGA sobre galvanização por imersão à quente antiga e recarregando ZINGA

Home/Aplicação/ZINGA sobre galvanização por imersão à quente antiga e recarregando ZINGA

Quando aplicar ZINGA em uma superfície de Zinco, ZINGA precisa estar em Contato com Zinco metálico puro para assegurar boa conexão eletroquímica e consequentemente uma proteção catódica no substrato.

Se um substrato rico em Zinco é sujeito ao ambiente, ele formará sais de Zinco (óxidos de zinco, carbonatos de zinco e outros) que formarão uma barreira.

Essa barreira de sais de zinco deve ser removida antes de aplicar ZINGA.

Para maiores informações, por gentileza contate a equipe técnica da Zingametall.

ZINGA sobre galvanização por imersão à quente antiga

É muito importante manter a ordem do trabalho seguinte em mente:

  1. Eliminar toda sujeira, graxa, óleo e sais
  2. Remoção total de poeira
  3. Rugosidade
  4. Desempoeiramento

A superfície deve ser limpa para remover a sujeira, óleos ou graxas por limpeza a vapor com 140 bar e 80 ºC (preferivelmente) ou com o solvente de limpeza (Zingasolv).

Para remover a ferrugem e criar rugosidade na superfície para ZINGA:

  • Jateamento: jatear a superfície com granalha angular (metálica ou não metálica) irá fornecer um perfil aceitável para adesão de ZINGA. Uma vez que o jateamento esteja completo a superfície deve ser desempoeirada com ar comprimido não contaminado de acordo com a norma ISO 8502-3 (classe 2).
  • Jateamento com esponja: a natureza flexível da esponja abrasiva permite suas partículas se achatarem com o impacto, expondo o abrasivo. Depois de deixar a superfície, a mídia se expande, criando um vácuo – emboscando mais do que normalmente teria se tornado contaminante no ar. Até 95% de abrasivos são recicláveis.
  • Escova de aço / Disco Abrasivo / Martelo de agulhas (Menos ideal).

Certifique-se que as superfícies estejam completamente  livres de contaminação, incluindo os níveis de íons de cloreto não excedendo 50mg/m² (quando testado de acordo com a ISO 8502).

Se a estrutura a ser testada mostrar mais de 5% de ferrugem, então significa que a proteção catódica do aço já utilizada é maior que 50% e retoques não serão suficientes.

A aplicação de ZINGA em galvanização por imersão a quente (antiga) ou superfícies Zinganizadas é possível com pincel, rolo, spray airless ou convencional.
É para ser notado que a primeira camada de ZINGA não deve nunca ser aplicada por rolo.
A aplicação por rolo não permite que ZINGA penetre completamente dentro do perfil de rugosidade do aço.

Pinholes

Pela mesma razão, a primeira camada de ZINGA deve ser diluída um pouco mais do que a segunda camada.

Para aplicação por pincel, é aconselhável diluir a primeira camada de ZINGA de 5 a 10% com Zingasolv para permitir um acabamento suave e uma boa penetração dentro da rugosidade.

Marcas pesadas de pincel (diluição insuficiente e forte manuseio) que deixam algumas partes da estrutura com muito revestimento (criação de buracos e crateras) e outras não o bastante revestidas (proteção insuficiente – ferrugem local), deve ser evitado de toda forma.

Para maiores informações, por gentileza contate a equipe técnica da Zingametall.

Recarga de ZINGA

A superfície deve primeiro ser limpa para remover sujeira, oleos ou graxas por limpeza a vapor em 140 bar em 80°C (preferencialmente) ou limpeza por solvente (Zingasolv).

Camadas antigas de ZINGA possuem sais de Zinco que formam uma barreira passiva em ZINGA. Essa barreira de sais de zinco deve ser removida antes de se aplicar ZINGA.

Para testar se todos os sais de Zinco foram removidos: esfreque uma area limpa de teste com um pedaço branco limpo de tecido molhado com Zingasolv. Se o tecido ficar na cor cinza escura, a superfície está pronto para aplicar. Se o tecido continuar branco ou ficar cinza claro, a superfície precisa de mais preparação na opção escolhida.

Para maiores informações, por gentileza contate a Equipe Técnica Zingametall.

Métodos de aplicação
Sobrerevestindo ZINGA