ZINGA vs Galvanização a quente

Home/Comparação/ZINGA vs Galvanização a quente

ZINGA®

Galv. a Quente

Proteção catódica ativa

ZINGA® tem como mais importante vantage oferecer uma verdadeira proteção catódica (galvânica). ZINGA® tem uma concentração de 96% de zinco especial em sua camada seca, que lhe proporciona suas características galvânicas. O sistema de galvanização por filme ZINGA® (também conhecido por “ZINGANIZAÇÃO®“) mostra proteção comparável à galvanização a quente e em algumas circunstâncias, até mesmo proteção superior (ex. em imersão).

Peças de aço galvanizados a quente experienciam a proteção catódica por sacrifício do Zinco na superfície. Danos no substrato de aço mostram proteção pelo poder de condução eletroquímica (throwing power) da camada de zinco próxima. A camada de Zinco diminui em espessura por conta da doação de elétrons do Zinco.

Para maiores informações, veja “Como funciona?”

Fácil aplicação no local

ZINGA® pode ser aplicado da mesma forma que tintas.

Galvanização à quente não pode ser aplicado no local, a estrutura precisa ser desmontada; transportada para a oficina de galvanização, galvanizada, transportada de volta ao local original e remontada.

Para maiores informações, veja “Aplicação

Reloadable

Uma camada curada de ZINGA® , irá liquefazer-se com uma nova camada de ZINGA® aplicada. Isso garante a criação de 1 nova e única camada de ZINGA® com contato eletroquímico contínuo entre as partículas de Zinco e portanto, proteção galvânica. Se a camada de ZINGA® é muito velha, os sais de Zinco na superfície (que asseguram uma proteção passiva adicional) precisam ser removidos para garantir reliquefação completa; isso pode ser obtido, por exemplo, ao aplicar um jato leve.

Estruturas galvanizadas a quente não podem ser galvanizadas novamente a não ser que sejam desmontadas, jateadas e imersas no banho de Zinco. O mecanismo de proteção de ZINGA® é tão similar à galvanização convencional que eles trabalham em completa harmonia, já que são apenas diferentes formas de zinco. Ao invés de substituir partes galvanizadas, as estruturas podem simplesmente ser “recarregadas com zinco” aplicando-se ZINGA® na superfície porosa da antiga galvanização após descontaminação e remoção apropriada dos sais.

Mais informações veja “Caracteristicas / vantagens” e “Aplicação

Facilmente sobrerevestível

ZINGA® pode ser sobrerevestido diretamente com uma tinta compatível de secagem rápida. Cuidados devem ser tomados para evitar que a camada de Zinco seja afetada por solventes agressivos do topcoat.

Galvanização a quente não requer apenas tintas especializadas e compatíveis; uma preparação de superfície minuciosa é também necessária antes da aplicação de uma tinta de acabamento sobre galvanização a quente. Isso inclui enxague alcalino ou ácido, ou ainda jateamento rápido da superfície, ou ainda aplicação de primer de aderência.

Mais informações, veja  “Sobrerevestimento de ZINGA”.

Aplicalção em circunstâncias extremas

ZINGA® pode ser aplicado em grande variedade de condições climáticas. A superfície de aplicação pode variar de -15°C até +40°C onde as condições permitam umidade relativa do ar de até 95% desde que o ponto de orvalho seja no mínimo 3°C acima da temperatura do aço.

Não aplicável. Uma camada zinco fundido é somente aplicada em tanque de imersão a quente.

Prazo de validade ILIMITADO

ZINGA® tem Prazo de Validade ilimitado. Isso significa que é sempre possível ter ZINGA® armazenado para retoques ou projetos futuros.

Não aplicável.

Contato com água potável

ZINGA® contem apenas elementos não tóxicos em sua camada seca (após evaporação do solvente). Portanto ZINGA® pode ser, e tem sido, usado em contato com água potável. Já que ZINGA® permanence ativo, ele produz sais de Zinco que se dissolvem na água. Isso as vezes pode causar pequenas precipitações na água, que de qualquer forma não são tóxicas. Para evitar isso, nós recomendamos que a superfície seja bem lavada com água fresca.

A American Water Works Association (AWWA) permite o uso de aço galvanizado para tanques de armazenamento de água. Apenas galvaniadores que submeteram pedidos de aprovação de testes de seu aço galvanizado e tenham sido aprovados pelo NSF, tem autorização de uso de aço galvanizado para contato com água potável.

Camada flexível

ZINGA®, contendo 96% Zinco em sua camada seca, tem pouquíssima resina. De fato, não são todas as partículas de Zinco que se cercam de resina. Isso também explica a razão da camada de ZINGA® ser rugosa e porosa. De qualquer maneira,é por isso que ZINGA® se comporta como metal quando se trata de impacto e dobras. ZINGA® pode ser dobrado em ângulos muito pequenos sem mostrar rachaduras na camada seca.

Quando estruturas galvanizadas a quente se dobram em certo ângulo, o revestimento é afetado e a estrutura deve ser galvanizada a quente novamente para restaurar o revestimento. Também é recomendado restaurar esses revestimentos usando um revestimento líquido rico em zinco (ZINGA®).

Em geral é recomendado realizar as dobras nas estruturas antes de galvanizar a quente. Na prática, isso nem sempre é possível (ex. canos e tubos que precisam ser adequados para formar conexões).

Soldas em aço revestido

Aço ZINGANIZADO® pode ser soldado sem liberar qualquer fumaça tóxica (testado de acordo com BS 6853) e com um pequenas perdas por burn back. Já que ZINGA® não é de forma alguma fundido com o aço, não há risco de contaminação de zinco na solda.

Soldas são recomendadas em aço livre zinco para prevenir redução de força por conta da inclusão (contaminação) de zinco na própria solda (uma vez que o Zinco é fundido  no aço, formando a liga). O revestimento de Zinco deve ser removido ao menos de uma a quatro polegadas de cada lado da zona de solda e em ambos os lados da peça de aço. Grinding é o jeito mais efetivo de remoção de revestimento galvanizado.

Estrutura mantém sua integridade dimensional durante a aplicação

ZINGA® é aplicado em temperatura ambiente e não deforma a estrutura.

Com galvanização a quente, deformação da estrutura é possível e comum por conta do uso de altas temperaturas de Zinco fundido. Também há potecial de fragilização por hidrogênio nas soldas. Isso pode causar problemas quando as estruturas são de medidas precisas para montagem e conexões de estruturas.

ZINGA vs tinta
Comparação
Aplicação